A História da Maquiagem Parte 2

A Historia da Maquiagem Parte2

Oi gente, tudo bem?

Este post é a 2ª parte da história da maquiagem. É só um resumo para vocês terem uma idéia de como tudo começou. Se você ainda não leu a 1ª parte clica aqui.

4. A Maquiagem no Império Romano

 

Para os romanos os produtos “belezísticos” (como diz nossa querida Alê Castro), foram mais acessíveis. Usavam remédios anti-rugas e manchas, óleos capilares, produtos para unhas e maquiagens compostas de extratos naturais e gordura animal.

Nessa época começaram a sobrecarregar mais a maquiagem.

 

5. A Maquiagem na Idade Média

 

Foto: divulgação

 

Com  a queda do Império Romano, na maior parte do continente europeu, os produtos de beleza foram proibidos. A igreja dizia que quem usava maquiagem era aliado ao demônio e castigava os que insistiam em se maquiar com chicotadas. Durante toda a Idade Média a religião foi mais importante que a vaidade.

Nessa época eram admiradas as mulheres frágeis, delicadas e pálidas. Muitas moçam usavam sangue sugas nas bochechas e passavam uma máscara feita de farinha de trigo, mel e óleo para ficarem mais pálidas. Pois o belo estava na palidez e não mais no colorido.

 

6. A Maquiagem no Renascimento

 

Após séculos proibida, foi a rainha da França, Catarina de Médicis (1519-1589) quem trouxe a maquiagem de volta às mulheres, lançando um novo conceito de beleza: “as moscas de beleza” (pedaços de tecidos escuro cortados em círculos pequenos, usados como pintas no rosto).

Também admiravam a pele pálida com bochechas rosadas. Queriam demonstrar elegância tanto na maneira de se vestir quanto na de maquiar. Usavam bem a maquiagem, sem exagerar. E mesmo as com poder aquisitivo menor conseguiam maquiar-se, porem utilizando produtos mais baratos ou naturais.

E aí, esta curtindo?    O que achou dessa parte da história da maquiagem? Não esquece de deixar seu comentário!

A próxima parte vai ser sobre a make do século XVI ao século XVIII. Não deixe deixe de conferir, ok?

Curtiu o Post? Compartilha!! Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestShare on Tumblr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *