A História da Maquiagem Parte 3

 

 

A Historia da Maquiagem Parte3

 

Oi gente, tudo bem?

Esta é a 3ª parte da história da maquiagem. Estou dividindo para vocês lerem aos poucos e não cansarem. Se ainda não leu as duas primeiras partes clica: Parte 1, Parte 2.

7. A Maquiagem do Século XVI ao XVIII

 

No período do século XVI ao século XVIII, a maquiagem chegou ao auge. Homens e mulheres pintavam seus rostos e corpos com pó de arroz, ou farinha de trigo. A pele branca era para dar aparência de pessoa saudável. A boca e as bochechas eram rosadas e os olhos delineados de preto.

A epidemia de varíola na Europa, no sec. XVII, contribuiu para o uso da maquiagem, pois na época não havia tratamento para as feridas, então as mulheres maquiavam-se para camuflar as imperfeições causadas pela doença.

As moscas de beleza estavam em alta e cada local onde a pinta era colocada tinha um significado:

  •  Testa = Majestosa;
  •  Perto do olho = Assassina;
  •  Canto da boca = Beijoqueira;
  •  Bochecha = Galante;
  •  Sobre os lábios = Devassa;
  •  Covinha do sorriso = Bem Humorada.

moscas de beleza2

  Foto: divulgação

 

No séc. XVIII a igreja fracassou ao tentar impedir o aprimoramento da beleza. Luíz XIV, rei da França na época, quis fazer da França o principal foco do poder e glamour. Trata-se de um período conhecido pelo luxo e extravagância. Imagine que a rainha Maria Antonieta possuía uma grande variedade de sombras, blushs e bases rosadas.

Madame Pompadour, símbolo de elegância desse período, não seguia um padrão de beleza, mas procurava estar sempre bonita, pintando os lábios, olhos, sobrancelhas, rosto e o colo. Além de usar as “moscas” em diversos tamanhos e formatos (lua, estrela, coração).
Nesse tempo os homens também gostavam de se maquiar e procuravam estar sempre bem arrumados e refinados.

 

maria antonieta

Maria Antonieta – Foto: divulgação

8. A Maquiagem no Século XIX

 

Nesse século surge o Romantismo, período angelical que as mulheres queriam manter uma aparência delicada. Poucas se maquiavam, apenas beliscavam as bochecha e mordiam os lábios para obter uma cor rosada.

Seculo XIX

Foto: divulgação

Apenas nos teatros e bordeis é que as mulheres usavam uma make carregada: batom, blush, pó, sombras, delineador nos olhos e sobrancelhas. Já as “moças de família” não podiam usar nada disso, pois não era aceito pela sociedade. Também não tomavam sol, pois a cor da pele era um diferencial socioeconômico. Somente camponesas tinham pelo bronzeada, pois trabalhavam no campo, desta forma todos sabiam que se tratava de uma pessoa com poder aquisitivo menor.

Curtiu essa parte da história? Me conta o que achou, deixa um comentário.

A próxima parte será do século XX. Não deixe de conferir!

Curtiu o Post? Compartilha!! Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestShare on Tumblr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *